segunda-feira, 8 de março de 2010

KEVIN SMITH – O BALCONISTA – VIEW ASKEW

Então se eu começo a falar de um filme que foi feito em 1994, produção independente, em preto e branco e que ainda por cima tem como história o dia de trabalho de um balconista; Certamente você vai pensar: mas que merda de filme! Hoje em dia os filmes são atraentes porque são coloridos, novos, e tem efeitos especiais de carros explodindo e virando maquinas de guerra! Sim isso tudo é legal, mas sabe o que o filme O Balconista tem que muitos filmes de hoje em dia não tem? Enredo!

Acontece que o Balconista Dante Hicks é chamado pelo chefe por telefone pra tomar conta da loja de conveniência justamente no seu dia de folga, lá além dum trabalho ingrato, ele tem que lidar com a namorada, com o outro balconista, Randal, que trabalha na locadora ao lado (Aka melhor amigo de Dante), inúmeros clientes com suas perguntas estúpidas, e outras responsabilidades. Em um dia, muito cômico, ele vive coisas que você nunca crê que possa acontecer com alguém. Vale realmente a pena assistir esse filme, porque apenas com diálogos bem bolados o diretor e escritor Kevin Smith consegue manter o filme interessante do começo ao fim.


Uma coisa muito recorrente são as referências da cultura pop em seus trabalhos, como o diálogo sobre a “estrela da morte e os trabalhadores de construção civil”... Tudo sempre conectado na história, todos os personagens e seus objetivos. Ao assistir fica difícil não relacionar as falas com algo que já tenha acontecido com você... As conversas (e reclamações) entre o balconista Dante e sua namorada sobre sexo, são impagáveis.


Para a produção do filme Kevin montou a View Askew Productions. E o filme fez tanto sucesso que logo outros surgiriam pela View Askew: “Mallrats”, “Chasing Amy” e “Dogma” (Vou falar sobre alguns deles em outro post). Agora, o mais curioso é que todos esses filmes fazem parte do Universo View Askew ou “View Askewniverse”, coisa que eu nunca tinha visto em outros filmes... Hoje em dia estamos acostumados com o conceito de trilogias, sequencias e tudo mais... Contudo esses filmes do Kevin Smith mesmo sendo completamente diferentes se passam no mesmo 'mundo'. Como assim? Bom “Mallrats” é uma comédia estilo sessão da tarde, “Chasing Amy” é uma comédia romântica realista, enquanto “Dogma” é uma sátira religiosa... mas desde o Balconista o próprio diretor e um amigo de infância participam dos filmes como os personagens Jay e Silent Bob.


Jay and Silent Bob são dois vendedores de drogas e parceiros que passam o dia em frente ao mercadinho onde os balconistas trabalham, no segundo filme eles ficam só curtindo no shopping, e em outros vivem várias aventuras... Como em “O Império do Besteirol ataca novamente” onde por fim são os protagonistas. São personagens secundários que vão ganhando maior atenção ao passar dos filmes, e acabam roubando um pouco do brilho dos balconistas. Eles aparecem no clipe do cantor Afroman da música “Because I Got High”, clipe este dirigido pelo próprio Kevin Smith.




TODOS os Filmes do Universo do View Askew

Clerks 1994

Mallrats 1995

Chasing Amy 1997

Dogma 1999

Jay and Silent Bob Strikes Back 2001

Clerks II 2006


Todos esses filmes juntos e em seguida foram ótimos de se assistir. O diretor (por adoração... quem sabe?) acaba colocando inúmeras referências sobre Star Wars nos filmes e muitas outras pequenas sátiras sobre outros filmes. Mas em O Balconista II ele coloca em confronto duas trilogias... Star Wars e Senhor dos Anéis mostrando como a trilogia dos Hobbits foi uma merda! Pra quem ainda duvida dos diálogos nos filmes vai um vídeo em português que eu achei no youtube sobre a cena.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário